domingo, 13 de novembro de 2011

Que farei no outono quando ardem
as aves e as folhas e se chove
é sobre o corpo descoberto que arde
a água do outono

Que faremos do corpo e da vontade
de o submeter ao fogo do outono
quando o corpo se queima e quando o sono
sob o rumor da chuva se desfaz

Tudo desaparece sob o fogo
tudo se queima tudo prende a sua
secura ao fogo e cada corpo vai-se

prendendo ao fogo raso
pois só pode
arder imerso quando tudo arde

Gastão Cruz, in "As Aves"

2 comentários:

Deh... disse...

Minha amiga, como vão as coisas??
Espero que esteja bem
Aqui tenho andado numa correria danada, trabalhado muito, alem daqueles trapeços que aparecem no caminho da gente de vez enquando, mas graças a Deus estou bem. Com muitas saudades, nunca mais conseguimos nos falar...
Bom... mas sabe que vc é muito querida pra mim né?
Fique em paz minha amiga
te adoro de montão
Bjsss cheios de carinhos

Deh... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.