segunda-feira, 25 de junho de 2012

Uma saudade boa...

Já por várias vezes me fizeram a mesma pergunta e eu respondo sempre da mesma maneira: Dói muito... mas depois passa. Porém, a saudade fica para sempre. E todos os dias me lembro de ti, das nossas discussões sobre política, das histórias de como a família sofreu com a PIDE, de como me fulminavas com o teu olhar quando eu dizia uma asneira ou como os teus olhos brilhavam quando estavas feliz e ficavam num verde tão claro... E ainda dizem que tenho uns olhos bonitos mas isso é porque nunca viram os teus... A verdade é que realmente tenho saudades de ti e cada vez me apercebo mais de como estou a ficar igual a ti, como reajo quando alguém me desilude ou como ajudo de quem gosto, no andar, as mãos sempre nos bolsos, de chorar quando me rio... em tantas coisas. Hoje era um dia que terias orgulho de mim e em como estou a ultrapassar as barreiras, na minha perseverança, no querer fazer melhor e não desistir.


E este post também é para ti e por tudo o que estás a passar neste momento... sei como é difícil acompanhar uma doença em que a pessoa que mais amamos morre um pouco todos os dias, em como nunca sabemos quando será o último dia, em que cada gemido de dor é um susto e um acelerar no nosso coração... e o que te posso dizer é o mesmo que te disse várias vezes. Vai custar e doer imenso, por mais que esperamos o momento nunca estamos preparados... mas depois tudo passa e há um certo alivio pelo acabar do sofrimento e pela paz que finalmente essa pessoa encontrou.

Sê forte porque um dia a paz vai chegar e a saudade (boa) para sempre irá ficar...


domingo, 17 de junho de 2012

Para as coisas importantes, nunca é tarde demais, ou no meu caso, muito cedo, para sermos quem queremos. Não há um limite de tempo, comece quando quiser. Você pode mudar ou não. Não há regras. Espero que você faça o melhor, espero que veja as coisas que a assustam, espero que sinta coisas que nunca sentiu antes, espero que conheça pessoas com diferentes opiniões, espero que viva uma vida da qual se orgulhe. E se você achar que não, espero que tenha a força para começar novamente.

 O Estranho Caso de Benjamin Button

sábado, 16 de junho de 2012



...mas na cabeça de alguns, a minha vida é mais interessante ainda...

domingo, 10 de junho de 2012

Apetece-me...


“Apetece-me ir para junto de ti.
Agora. Neste instante. Sem mais demoras.
Apetece-me tanto ir para junto de ti.
Assim, num piscar de olhos. Num bater de dedos.
Apetece-me tanto cobrir-te os ombros de beijos, passar os lábios pelo teu pescoço e segredar-te ao ouvido palavras de afecto.
Vou aproveitar também para te revelar segredos recuperados, contar-te histórias com final feliz, cantar-te baladas de amores mantidos secretos, murmurar-te viagens a fazer, relatar-te sonhos tidos quando descansei junto a ti, e tudo isto com a lucidez de quem reconhece no teu olhar a existência de perguntas por fazer.
Como me apetece ir para junto de ti !
Não te preocupes que não precisas de te desculpar pela desarrumação do teu quarto.
Eu ajudo-te a amontoar as roupas e os livros aos pés da cama para poder deitar-me ao teu lado e descansar da viagem.
Apetece-me tanto ir para junto de ti.
Abraçar-te até que nada mais faça sentido senão tomar-te os lábios e construir um beijo, demorado e sentido, como tudo aquilo que é feito para resgatar emoções no tempo.
Por vezes, a minha vontade de estar contigo é tão grande que me deito no chão, fixo os olhos no tecto e deixo-me transportar numa mistura de sonhos e realidade, ali onde o que desejo se confunde com aquilo que sinto.
Sabes uma coisa ?
Apetece-me tanto ir para junto de ti que sou mesmo capaz de o fazer.
Agora. Neste instante. Sem mais demoras.
E sabes porquê ?
Porque percebi que se não faço o que quero, acabo sempre por fazer o que não quero.
E eu quero muito estar agora junto de ti !”

José Micard Teixeira

domingo, 3 de junho de 2012

Pensamento


O pensamento tem poder infinito.
Ele mexe com o destino, acompanha a sua vontade.
Ao esperar o melhor, você cria uma expectativa positiva que detona o processo de vitória.
Ser otimista é ser perseverante, é ter uma fé inabalável e uma certeza sem limites de que tudo vai dar certo.
Ao nascer o sentimento de entusiasmo, o universo aplaude tal iniciativa e conspira a seu favor, colocando-o a serviço da humanidade.
Você é quem escreve a história de sua vida - ao optar pelas atitudes construtivas - você cresce como ser humano e filho dileto de DEUS.
Positivo atrai positivo.
Alegria chama alegria.
Ao exalar esse estado otimista, nossa consciência desperta energias vitais que vão trabalhar na direcção de suas metas. 
Seja incansavelmente otimista. Faz bem para o corpo, para a mente e para a alma.
É humano e natural viver aflições, só não é inteligente conviver com elas por muito tempo.
Seja mais paciente consigo mesmo, saiba entender suas limitações.
Sem esforço não existe vitória.
Ao escolher com sabedoria viver sua vida com otimismo, seu coração sorri, seus olhos brilham e a humanidade agradece por você existir.

Pablo Neruda